31/12/14

O espiritismo de Dr Brian Weiss e as experiências de morte


Em seus livros como Muitas Vidas Muito Mestres, Só o Amor é Real e O Passado Cura, Brian Weiss, formado na universidade Columbia, descreve sessões de hipnose com os seus pacientes que os fazem relatar segredos da vida pessoal do terapeuta que os trata, comprovar a existência de locais não visitados e uma padronização no relato das mortes em vidas passadas de seus pacientes. O mais engraçado é que pacientes que relatam viver com outras pessoas dessa vida , na vida passada, ao levarem essas pessoas em outros terapeutas sem contar nada a eles, eles relatam as mesmas experiencias  nos mesmos locais e nas mesmas datas. Por exemplo, eu faço uma regressão e descubro que na segunda guerra mundial a minha irmã nessa vida atual, foi a minha esposa, aí sem minha irmã saber disso, eu a levo a outro terapeuta e ela regredida, diz que na segunda guerra mundial foi minha a esposa, mesmo sem eu ter contado nada.
Muitos podem dizer que se trata de indução e isso realmente pode acontecer, porem eu já vi casos do paciente rejeitar a indução e corrigir o terapeuta quando ele tenta sem querer, impor uma situação.

Brian Weiss não descarta que a origem  dos relatos de vidas passadas nas hipnoses pode ser a fantasia humana solta em um carro sem freios , mesmo assim, ele acha positiva a experiência pois os seus resultados são ótimos aos pacientes. Ao ler os livros de Brian, eu ainda continuei com muitas outras dúvidas a respeito dessas regressões à vidas passadas:

A maioria dos relatos são muito mais sóbrios e menos ilógicos do que as baboseiras que vemos escritas por aí na literatura do espiritismo kardecista. As mortes dos milhares de pacientes de Brian Weiss são descritas assim: a pessoa tem uma dor ocasionada por alguma doença, acidente ou agressão, depois disso , o corpo da pessoa não aguenta mais e libera a consciência que existia dentro dela, essa consciência se vê fora do corpo numa sensação de extrema paz e sentimento de amor, ela consegue ver todas as pessoas à sua volta, o que elas dizem e o que elas sentem, a consciência então vai flutuando demoradamente em direção ao céu até ficar muito longe da estratosfera terrestre , depois disso a consciência entra no famigerado túnel de luz , essa luz do túnel pode até falar algumas vezes. Não é relatada nenhuma experiência com o umbral como os espíritas teimam em relatar, eu até chego a suspeitar que esse umbral seja na verdade um upgrade do tradicional purgatório da religião católica que inspirou o espiritismo. Nem nos casos em que os pacientes se dizem ter sido suicidas em vidas passadas  há relatos de regiões umbralinas e dores decorrentes de seu suicídio como o espiritismo kardecista afirma acontecer.


Em seus livros Brian relata que os seus pacientes, depois de mortos ou quase mortos, recebem da tal luz um calor , um amor inexplicável que as deixam estasiadas, os seus pacientes contam que a luz as vezes diz aos recém chegados que ainda não é a hora deles morrerem e os convencem a voltarem para a terra para concluírem tarefas misteriosas. Já as consciências que entram definitivamente  na luz do túnel, encontram pessoas queridas e entidades supervisoras , nesse estado, a consciência parece se lembrar de tudo o que fez no mundo terreno, ela também sente as sensações boas e ruins que causou no emocional de todas as outras pessoas que influenciou enquanto viva, Weiss chama esse estado de superconsciência , estado esse onde não há barreiras de línguas , memória ou espaço e tempo como os conhecemos aqui. Depois do momento em que a consciência percebe o que fez aos outros no mundo onde vivera, não há espaço para mentiras nem fingimentos, ela recebe um feedback emocional dos supervisores locais , ou seja, um parecer onde é explicado o que a consciência recém chegada precisa melhorar. Brian diz que essas superconsciências ficam assim pois voltam a se ligarem com o todo, com a luz. Então a superconsciência vendo o que fez, planeja como irá nascer na próxima vida para tentar sanar o problema que criou, porem esse planejamento não é detalhado por Brian, parece que algumas etapas da morte , os tais supervisores não deixam o terapeuta investigar nem com o auxílio da hipnose. As informações passadas aos mortos pelos supervisores parecem ser criptografadas de alguma forma.

Também parece haver uma hierarquia branda nesse mundo pós morte descrito por Weiss, nela temos primeiro as consciências que acabaram de morrer nesse planeta, depois temos os supervisores com uma bagagem cultural do mundo de lá muito maior do que a nossa, depois vem a tal da luz orgásmica que parece conduzir tudo na desculpa de fazer todo mundo cumprir uma determinada missão que muitas vezes é apenas de ordem pessoal.

Lendo sobre tudo isso, algumas questões me surgem à mente a respeito dessa tal hierarquia transcendental que Brian descreve nos seus livros:
O que me acontece se eu não quiser obedecer essa luz que os outros dizem ser tão boazinha?
Pra que essa luz quer que nós passemos uma vida na terra cheia de complicações e voltemos de novo para ela se ela parece conhecer tudo?
Qual a finalidade de se aperfeiçoar tanto assim na vida da terra?
Essa luz se diverte vendo nós na terra como se fossemos um personagem de vídeo game passando por fases? Quanto maior a dificuldade que passamos, mais pontos no game é contado?
Por que eu tenho que participar desse vídeo game?
Essa luz poderia ser o sol que vemos mas em outra dimensão quântica ? Se sim, as outras estrelas poderiam ser a luz de amor para outros seres que vivem em outras regiões espaciais?
Só existe uma luz?

Muitos leitores evangélicos poderão até dizer que essa luz seria como sempre, o desocupado do Lúcifer tentando nos ludibriar enquanto deus coitado não faz nada para contê-lo. Mas devemos lembrar que muitos conhecimentos antigamente eram considerados coisas contrárias às leis de deus e hoje são comuns como por exemplo o heliocentrismo, Galileu pagou caro comprando briga com a igreja afirmando que a terra não era o centro do universo. Depois foi visto que ele estava certo e a igreja errada. Pode ser loucura os relatos dos pacientes de Weiss mas devemos pelo menos ter curiosidade de estudá-los para não corrermos o risco de sofrermos por ignorância.

Os céticos como eu dão várias explicações respeitáveis para o tal túnel de luz  e as saídas do corpo, porem nenhum deles explicam direito como que pessoas relatam segredos detalhados de outras pessoas e locais que não conhecem, eles também não explicam muito bem como que duas pessoas ao fazerem regressão em terapeutas diferentes relatam as mesmas experiências sobre onde já se conheciam antes no passado, também não é explicado muito bem como que pessoas no estado de quase morte saem do corpo e percebem coisas que aconteceram em regiões diferentes de onde elas estão, embora nem sempre isso aconteça com exatidão. Como que pessoas clinicamente mortas registram conversas dos seus médicos e o que cada um deles fazia para reanimá-las? Não estou aqui defendendo uma existência espiritual garantida, estou defendendo aqui o ideal da ciência que é se alimentar de dúvidas sobre fenômenos que o ser humano não consegue responder.

Um outro fato muito interessante segundo Weiss: As pessoas que fazem parte do nosso círculo social e que tiveram papel emocional bom ou ruim em nossa vida, renascem conosco em outras vidas tendo diferentes funções, como se fosse uma novela diferente com os mesmos atores. O cara que eu abandonei no passado pode nascer como meu filho, o cara que me estuprou em outra vida pode vir nessa vida como meu pai,a minha irmã que eu tanto adoro, pode ter sido minha amante em vidas pretéritas , o cara que me faz me apaixonar loucamente por ele, pode ter sido alguém que eu infernizei em várias vidas atrás. E fim, as relações não terminam simplesmente quando pensamos que termina. Mas qual a finalidade disso? Por que se eu matei ou detestei tal gente eu tenho que ficar em outras vidas por perto dessa tal gente que reneguei? Quem começou o mal primário para chegarmos até os dias de hoje se redimindo e causando o mal aos outros? Weiss diz que a consciência parece escolher essas coisas quando está em repouso na morte afim de arrumar o que fez, mas e se a consciência  não quiser nada  com nada? pra onde ela vai? Toda consciência  é boazinha? Ao contrário dos livros toscos de espiritismo , eu não me recordo de nenhum relato de consciência maléfica depois da morte nos livros de Weiss, elas não existem ou ele apenas não contou os casos onde elas aparecem? Nunca vi Brian Weiss contar por exemplo sobre espíritos obsessores.

Bem, um dos pontos interessantes também é que os relatos das experiencias de quase morte são muito parecidos com os descritos nas sessões de hipnose pelos pacientes de Weiss, pessoas que sofrem acidente de trânsito vivem descrevendo que saíram do corpo , sentiram extrema paz ao levitarem por cima do corpo , ampliaram a sua visão para 360 graus e viram detalhes do local onde sofreram o acidente, essas pessoas relatam também que escutam tudo o que os outros falam sobre o seu corpo, inclusive a conversa dentro dos carros que passam por perto do acidente, depois elas retornam ao corpo por lembrarem de um compromisso com dependentes deixados em terra e começam a sentir todas as dores das ferragens estraçalhadas.

Em fim, se tudo isso que Brian Weiss diz , for verdade, precisamos saber como manipular essas parafernálias impostas pela tal luz para não vivermos de forma tão desgostosa como é comum para a grande maioria de nós aqui na terra. E se tudo o que Weiss  falou for baseado em mentiras ou loucura, que ele vá se foder e vamos aceitar que a vida uma só!

Cantinho da perseguição

Eu não aguento mais ser perseguido pelo tal Akamai, esse japonês me persegue com vários outros nicks: fbstatic-a.akamaihd.net fbstatic-a.akamai.net, as veze até acho que esse akamai é um espião da presidente Dilma. Saia da minha vida Akamai! Não Aguento mais ver você na praia de Pitangueiras, morra!

Outra coisa que me persegue: toda hora no facebook aparece um dito link chamado "Pessoas que você talvez conheça", quando eu clico, ao olhar a lista eu penso que o nome deveria ser outro: Periguetes que você nunca viu na vida!

Mabel | Midia Ninja Twitter | Seja um ateu praticante | Discord Bate papo | Sexo no VK | Zoeirinha Guarujá

Ceboliceta, o blog que leva a sua mente pra Marte

A qualquer momento podemos entrar no ar

O porque o mundo pode mudar de repente!
NSA SPY