17/08/15

Eu sou a favor da prostituição consensual, todos nós somos prostitutas.

Hoje eu estava assistindo a um programa exibido pela TV Record que falava sobre a prostituição de luxo, o programa foi exibido aporte o "Domingo Espetacular", acho que o nome era "Câmera Record", não me lembro.

No programa o repórter entrevistou uma prostituta , ele perguntou se a  tal mulher sabia que estava vendendo o seu corpo , ele perguntava se a moça tinha consciência do que estava fazendo consigo mesma, como se o que ele fizesse fosse a coisa mais imoral do mundo.

Eu no lugar da prostituta de luxo responderia:
-- Em primeiro lugar eu não vendo o corpo,eu vendo um serviço, se eu vendesse o corpo eu seria uma escrava ou não teria mais ele.
-- Em segundo lugar, quem por acaso não vende um serviço hoje em dia? Por acaso todos os dias você que é repórter quando acorda gripado ou com mal estar , se sente feliz em  ir trabalhar todos os dias de manhã cedo? Você se sente feliz quando o seu patrão sempre acha que você está errado e ele sempre está certo?

-- Então, prostitutos e prostitutas TODOS  nós somos. Todos os dias vamos trabalhar em uma profissão que na maioria das vezes não nos trás nenhuma felicidade por não estarmos ajudando ninguém de forma bondosa, somos cobrados como números, o nosso jeito , os nossos achismos , os nosso ideais devem ficar trancados dentro de nós , quando em um ambiente empresarial começamos a querer melhorar muito ou mudar o local, somos tachados de pessoa inflexível , sonhadora e improdutiva, o bom funcionário leva no rabo sorrindo, pede mais e não reclama. Isso não é prostituição?

No mundo empresarial é muito raro encontrarmos um chefe como o bilionário Richard Branson, dono do grupo Virgin, que incentiva os seus funcionários a serem menos obedientes , não é todo mundo que tem sorte de ter um patrão como ele, em 99% das vezes temos que submeter a coisas que não concordamos nas empresas que trabalhamos, se não aceitamos algo, tem mais 1000 desempregados que aceitam e estão prestes a tomarem o seu lugar com um sorriso no rosto. Ora bolas, somos prostitutas sem saber, afinal fazemos tudo pelo dinheiro que ganhamos, não me venham falar que uma mulher na rua perde a sua dignidade por conta dela deixar usar o seu corpo por alguém que paga, quantas vezes não perdemos a nossa dignidade ao vermos que a empresa onde nós trabalhamos vende produtos sem qualidade aos seus clientes e mesmo assim ficamos indiferentes afinal é o nosso pescoço que está em jogo?
Quantas vezes um chefe que não vai com a sua cara sente prazer em lhe diminuir e você tem que ficar quieto? Sim, pode ser até que o funcionário não preste mas com outro chefe mais alegre, positivo e feliz ele produzia mais ou fazia seu serviço com maior qualidade.
Eu conheço muita gente que acorda 5 horas da manhã, gasta mais seu tempo para chegar ao trabalho do que conviver com a sua família, tudo em nome da pequena quantia de dinheiro que a empresa pra quem ele trabalha oferece.

O pessoal se horroriza ao saber que uma prostituta de boca de lixo sai com 30 ou mais homens por dia pra conseguir uma renda satisfatória, mas o que fazemos? Somos muito diferentes delas?
Quanto ganhamos por hora no Brasil? Quanto um americano ganha por hora? Não temos que produzir muito para os nossos chefes ficarem felizes conosco para nos manterem no serviço? Você se sente feliz sendo uma eterna formiga operária enquanto a formiga rainha pouco faz por atingir um nível que nem precisa mais trabalhar? Estamos em pleno ano 2015, as máquinas fazem muito dos trabalhos que fazíamos antes, poderíamos trabalhar menos e viver mais, mas não é isso que acontece, sempre queremos mais e mais até o dia em que o planeta não tiver mais recursos para bancar as nossas ambições de produtividade desenfreada.

As prostitutas podem escolher se quiserem muitas coisas que um funcionário não pode, as prostitutas estão fazendo alguém feliz emocionalmente, as prostitutas estão levantando a autoestima de muitas pessoas por aí, e o seu trabalho de 9 horas seguidas naquela sua empresa altamente profissional e numérica, faz alguém realmente feliz? Você faz o que quer ou que te mandam no emprego? Não sei...

Bom, no meio da reportagem ainda por cima aparecem psicólogos falando que a prostituição tem um glamour falso, que as prostitutas também sofrem e que por isso a profissão delas não é tão boa assim, mas eu pergunto a todos vocês: qual é a profissão que deixa alguém 100% feliz e que não traga coisas ruins consigo? Eu gostaria de saber dos nobres psicólogos qual é uma profissão que é 100% um mar de rosas todos os dias e que ainda pague bem para eu ir atrás dela. Isso não existe!

Resumindo, a grande verdade é que todos nós se vendemos por dinheiro sim, jogamos a qualidade de vida para irmos morarmos em grandes centros urbanos degradantes, nos afastamos de uma vida pacata no interior, nos submetemos a pessoas ríspidas, secas como se isso fosse o normal, achamos bonito sofrer pelo emprego, abandonamos nossos familiares , tudo em troca do dinheiro que nem é tanto assim e ainda queremos falar mal das prostitutas? A façam-me o favor! Prostitutas somos nós! O patrão pagou, a gente faz!

Cantinho da perseguição

Eu não aguento mais ser perseguido pelo tal Akamai, esse japonês me persegue com vários outros nicks: fbstatic-a.akamaihd.net fbstatic-a.akamai.net, as veze até acho que esse akamai é um espião da presidente Dilma. Saia da minha vida Akamai! Não Aguento mais ver você na praia de Pitangueiras, morra!

Outra coisa que me persegue: toda hora no facebook aparece um dito link chamado "Pessoas que você talvez conheça", quando eu clico, ao olhar a lista eu penso que o nome deveria ser outro: Periguetes que você nunca viu na vida!

Mabel | Midia Ninja Twitter | Seja um ateu praticante | Discord Bate papo | Sexo no VK | Zoeirinha Guarujá

Ceboliceta, o blog que leva a sua mente pra Marte

A qualquer momento podemos entrar no ar

O porque o mundo pode mudar de repente!
NSA SPY